Ícone do site Tribuna do Juruá

Núcleo de violência doméstica será implantado na Promotoria de Cruzeiro do Sul

Vítimas terão atendimento com psicólogas, assistentes sociais e na área jurídica.

O núcleo de violência doméstica vai funcionar na Promotoria de Cruzeiro do Sul, a partir do dia, 1 de agosto. O projeto é fruto de um convênio entre o Ministério Público e o Ministério da Justiça.

Segundo o promotor criminal, Iverson Bueno, estão sendo esperados móveis, computadores e um carro (mini-van). Entre os profissionais que estão sendo contratados estão duas psicólogas, duas assistentes sociais, uma assessora jurídica e um assistente de diligências.

Após prestar queixa na delegacia, a vítima será encaminhada ao núcleo que disponibilizará sua estrutura em favor da mulher violentada ou e dos filhos que em alguns casos, também acabam se tornando vítimas da violência doméstica.

“É um trabalho de acompanhamento. As vítimas chegam aqui totalmente fragilizadas e a gente tem que dar o suporte. Todos os promotores podem utilizar essa estrutura. Vamos inclusive promover um curso para todos os funcionários do MP sobre orientações de como proceder ao receber uma dessas vítimas que necessite de acompanhamento”, explica o promotor.

O convênio com o Ministério da Justiça é por ano, podendo ser prorrogado por mais um. Existe também a possibilidade desse tipo de trabalho funcionar de forma definitiva no Ministério Público, mas é algo que ainda será discutido em cima dos resultados dessa primeira experiência.

O MP também pretende estudar novas medidas de envolver os agressores no processo. Uma das idéias, além das punições já previstas é obrigá-los a assistirem conteúdos de conscientização, sob pena de receberem medidas mais severas em caso de desobediência.

www.tribunadojurua.com – Genival Moura

Sair da versão mobile